Princesa às compras: Saldos de Inverno

Olá Princesas,
Eu guardei este post para o final do mês de propósito e acho que pelo tema podem adivinhar porquê. Janeiro é mês de saldos que deve ser uma das minhas palavras preferidas, eu vejo SALDOS, SALES, REBAJAS na montra de uma loja e já fico com curiosidade de entrar... melhor só aquelas faixas gigantes a anunciar 70% de desconto. Não sou a única certo?  Eu passei o mês a ir aos saldos e fui comprando as coisas um pouco a conta-gotas então quis deixar esta rubrica para o fim para ter a certeza de que vos mostrava tudinhoo! Curiosas para saber o que andei eu a comprar?

Antes de mais eu vou confessar que eu estava com ideia de não comprar vestidos... mas quem me conhece sabe bem que vestidos são aquela peça que é mesmo a minha perdição. Estes saldos trouxe comigo... não um, não dois mas três vestidos novos. Sim, perdi a cabeça. Mas não me arrependo.

O primeiro a vir foi este da Bershka. Eu já tinha visto um semelhante e muito giro online mas quando vi este na loja a 9,99€ preferi comprar logo.
Vestido Bershka - 9,99€

O segundo foi este da YesStyle. Eu adoro esta loja online e o meu carrinho só cresce... então quando vi este vestido que já andava a namorar há imenso tempo com um desconto enorme tive de o trazer para casa. Quando recebi a encomenda e pude verificar a qualidade do material fiquei super aliviada e não me arrependo nada da compra (já me disseram que me fica um bocadinho curto mas eu até gostei de ver assim).

Vestido YesStyle -17,11€

O terceiro foi este da Mango. Obviamente que depois de já ter comprado dois vestidos eu fiquei bastante reticente em trazer este para casa. Eu vi-o, experimentei-o, apaixonei-me e deixei-o na loja mas depois não conseguia deixar de pensar nele. Seguiu-se uma caça ao vestido por um monte de lojas porque encontrar o S em saldos é sempre uma tarefa complicada mas felizmente consegui comprá-lo. Ele custava 59,99€ custou 29,99€ e o meu pai disse que mo oferecia porque ainda não me tinha dado prenda de Natal. Portanto tudo está bem quando acaba bem.

Vestido Mango - 29,99€

Eu sempre gostei mais de blusas e camisas do que de T-shirts devo admitir mas ultimamente ando a cultivar esse gosto mais do que o costume. Esta camisa linda estava na minha shopping bag da YesStyle há meses e quando eu a vi em saldos tive de a trazer para casa. Adoro esta gola tipo Peter Pan e o detalhe do laço.

Camisa YesStyle- 9,98€

Além destas compras mais impulsivas ou menos necessárias também consegui riscar algumas coisas da minha lista de que estava mesmo a precisar. Nomeadamente um blusão tipo cabedal e umas leggings para o ginásio ambos da Lefties e uma calças de ganga clara da Mango (que estavam com 10€ de desconto). Fiquei super contente com estas compras porque eram peças de que já estava à procura há algum tempo.

Lefties Blusão -18€ e leggings - 3€ 

Calças de ganga Mango -14,99€ 

Por último... as pechinchas. Aquelas coisas maravilhosas com um desconto tãooo grande que tive de as comprar porque gostei demasiado delas para as deixar na loja.

Eu tenho outra perdição além de vestidos... botas e botins. Quando vi estes na Pull&Bear quis logo comprá-los. Não tinha nenhuns de salto nem desta cor então não foi muito difícil arranjar argumentos para me convencer a mim própria mas o argumento maior foi mesmo... custavam 35,99€ e eu paguei 12,99€. Com um desconto destes não podiam mesmo ficar na loja.

Botins Pull&Bear -12,99€

Acho que a maior pechincha foi esta camisola da Lefties. Uma camisola de malha, especialmente azul-escura que é uma cor que dá com tudo é o género de peça básica que eu adoro acrescentar ao meu guarda-roupa. Quando descubro que a dita cuja custava 12€ e estava a 3,50€ foi imediatamente para a caixa comigo.

Camisola Lefties - 3,50€

Aí desse lado vocês também se perdem nos saldos? Gostaram das minhas compras? Digam-me nos comentários qual foi a vossa peça preferida.

See you next time,

Mia

Review literária: Fantastic Beasts and Where to Find Them- The Screenplay

Olá princesas,
A primeira review literária do ano está aqui e acho que não havia melhor livro para recomeçar este segmento do blog em 2017. Vocês conhecem-me o suficiente para saber que eu tenho um carinho mega especial por tudo o que envolva Harry Potter e a nossa querida J.K.Rowling.
Depois de, finalmente, ter arranjado um tempinho para ir ver o filme tive mesmo de correr a comprar o primeiro livro de 2017 (que já estava na minha wishlist de Natal).

Primeiro vou falar do livro, objecto, coisa que me fascinou desde a primeira vez que peguei nele numa livraria. A edição é linda. Azul e dourado foi uma escolha cromática perfeita, o Niffler é um amor e nem me vou alongar sobre todos os pormenores de babar que se nota que foram escolhidos com todo o cuidado, das ilustrações art deco a lembrar os anos vinte que são pequenas obras de arte espalhadas pelo livro. Nota-se que é uma edição cuidada, para ser estimada. Não é uma edição de coleccionador mas anda lá perto. Eu como pessoa que gosta destas coisas fiquei logo derretidinha por ela.



O que dizer da história em si.. se eu achei o Newt a personagem mais fofinha possível no cinema, no livro foi ainda melhor. Eu só quero abraçá-lo o tempo todo e a maneira como ele lida com as criaturas é absolutamente adorável. A melhor coisa do livro é sem dúvida ver a nossa querida J.K. Rowling a voltar às descrições que ela domina tão bem. Senti-me a ver o filme de novo mas nem mesmo o facto de o livro estar dividido em cenas conseguiu estragar o facto de que as descrições nos fazerem sentir as personagens de uma maneira ainda mais real.
Sinto que há certas coisas como as interacções entre o Graves e o Credence e as habilidades da Queenie que tomam uma outra dimensão no livro. Não que não tenham sido explícitas no filme simplesmente há pormenores que nem o melhor actor consegue passar.




Toda a gente me disse para ter cuidado com as expectativas relativamente ao filme e ao livro mas não sinto que fui defraudada. Rowling deu com este livro um presente aos fãs. É assim que eu o sinto, um presente, um miminho para aqueles que já tinham saudades de voltar ao universo de Harry Potter e conseguiu tornar uma história completamente diferente em algo que nós sentimos como profundamente familiar. O campo do jogo mudou mas nós sabemos as regras. Ver o filme mas, principalmente, ler este screenplay foi sentir-me em casa numa casa nova. Não consigo descrever quão bem isso me soube. Foi um recomeço e não isso mesmo que nós queremos a cada ano novo?
Para mim não podia ter havido maneira melhor de começar as minhas leituras de 2017 do que com este regresso a uma casa e a uma escritora que fazem parte de mim.





E vocês já leram o livro? Viram o filme? Adoram Harry Potter? Digam-me o que acharam nos comentários.


See you next time,

Mia

Projecto: A Uma Carta de Distância

Olá princesas,

Primeiro desculpem a falta de posts nos últimos tempos mas fui apanhada com uma daquelas constipações de Inverno, daquelas sras constipações mesmo, que me deixou com energia para ir trabalhar e pouco mais. Passei o fim-de-semana no sofá a espirrar e os posts que tinha agendados foram sendo adiados. Espero compensar agora com alguns posts que tenho em atraso e com visitas aos vossos blogs para ver o que se andou a passar enquanto estive afastada.





Bem, mesmo doente lá fui dando um olhinho ao Facebook e num dos grupos de bloggers em que eu estou surgiu a ideia da Melanie de criar esta iniciativa que se chama A Uma Carta de Distância.
Todos os meses vamos enviar uma carta a outra blogger/youtuber e vamos receber a carta de quem nos calhou. Eu adoro este género de iniciativas e quis logo fazer parte do projecto, principalmente porque gosto mesmo da sensação de receber coisas pelo correio e porque realmente é uma maneira muito querida de animar o mês de alguém.
Além disso é uma maneira de conhecer melhor outras bloggers e tenho esperança de trocar cartinhas muito interessantes. Como eu até costumo ser tímida, especialmente para comentar nos grupos e assim, talvez com as cartas fique mais à vontade por sentir que conheço melhor as pessoas na comunidade.

Se quiserem juntar-se ao projecto têm até dia 31 de Janeiro para se juntarem ao grupo de Facebook. Depois basta seguir as indicações que a Melanie deixou para participarem.
O que acham da ideia? Gostavam de participar?


See you next time,


Mia

Há um ano atrás....

Olá princesas,

Faz hoje, dia 10 de Janeiro, precisamente um ano desde que parti para a maior aventura da minha vida (até agora) viver seis meses na Irlanda. Fui sozinha, tinha falado com a família com quem ia ficar duas vezes no Skype e tínhamos trocado alguns emails mas para terem noção eu cheguei lá sem ter a certeza do nome do pai das crianças. Então hoje decidi fazer um exercício de escrita e escrever uma carta com aquilo que eu diria ao meu "eu" de há um ano atrás sobre aquilo que estava prestes a enfrentar. Uma espécie de carta para ler no avião.

Querida Mia de 2016,

Eu sei que neste momento estás de coração apertado à espera desse avião. Que estás aí de garganta apertada e lágrimas a querer saltar desde que o teu melhor amigo te deu aquele último xi apertadinho como só ele sabe mas não vais chorar. Primeiro que tudo...a viagem vai correr bem. O avião não cai.
Há muitas coisas sobre esta nova vida para as quais não estás preparada. Tu sabes disso mas estás aí. Celebra um bocadinho o estares aí, o teres chegado até aí.
Estás quase a conhecer a família que te vai acolher durante os próximos meses. A tua opinião sobre a Sarah não muda e o pai delas chama-se Ciaran (diz-se Kiaran, não te preocupes habituas-te).
Vais descobrir que os irlandeses são um povo adorável apesar de, por vezes, terem nomes muito esquisitos. Vais adorar Dublin assim que lhe puseres a vista em cima (daqui a umas horas vais dar-me razão). Vais gostar de Greystones, do Happy Pear e do caffé Gray. Vais descobrir o terrível hábito irlandês de fechar tudo menos os pubs às seis da tarde e de jantar cedissímo. 
Vais aprender tanto... Vais saber o que é ter liberdade, vais descobrir que consegues fazer coisas que não imaginavas e vais mudar tantas fraldas logo pela manhã que vais de deixar de achar aquilo um bicho de sete cabeças. Também vais conseguir dar jantar às miúdas todos os dias (sim, mesmo com habilidades culinárias limitadas). Vais descobrir que gostas de ser Au Pair.
Achas que aquela miúda que te conquistou com uma fotografia é adorável mas não fazes ideia do que aquela pequenina de dois anos, tímida e traquinas, chamada Lottie te vai ensinar nem das coisas que um ser tão novinho e com tanta personalidade consegue deixar gravadas no teu coração. Ela vai mesmo depender de ti e quando ela disser "Mia, up" a pedir colo estás perdida. Não fazes ideia das saudades que vais ter de a ter ao colo, de ler para ela, dos jogos e das brincadeiras que vão ter só as duas, dos miminhos, daquelas traquinices tão dela que te vão deixar zangada e com vontade de rir ao mesmo tempo. De a ver crescer um bocadinho todos os dias. Aproveita todos os minutos e não te assustes com o lottieish, concentra-te e em breve vais perceber que aprendeste uma nova versão de inglês que nem a mãe dela, por vezes, sabe.
Ahh e por favor certifica-te que descobres bem rápido o que é o blankie e que sabes sempre como encontrá-lo (it's a life saver).
O que dizer da Connie? Serzinho complicado, menina meiga mas com tendência para birras e, por vezes, mimada demais. Mas tão pronta a obedecer assim que lhe impões um bocadinho de autoridade (não te preocupes que consegues). Tão disponível para ajudar. Com tanta vontade de ser crescida para umas coisas e tão bebé noutras. Menina de quatro anos e um quarto como ela está prestes a informar-te. Vai ser o teu maior auxílio e a tua maior dor de cabeça. Mas o orgulho que vais sentir com as pequenas conquistas dela, com a maneira como ela salta as rochas de mão dada contigo, da maneira como ela é sempre a primeira a reparar na tua roupa, dos abraços espontâneos, da maneira como ela vai "ler" as histórias que tu contas exactamente com a mesma entoação que tu, compensam bem as birras, que nem vão ser assim tantas.Vais ouvir tantas histórias sobre os amiguinhos da escola, vão inventar tantas coisas naquele caminho até à escola que ela nem sempre gosta de fazer a pé. Vais adorar levá-la a playdates e ao parque. Respeita-a e ela vai recompensar-te e tem paciência com ela nos dias difíceis (ao início eu não percebi mas às vezes falta de sono que a deixa assim porque a marota da Lottie acorda de noite e não a deixa dormir). Acredita que te vais habituar às roupas que ela escolhe sozinha todas as manhãs. Ela é criativa, só isso.
Vais aprender a gostar do curry do Ciaran e dos cozinhados da Sarah. Nunca mais vais torcer o nariz a salmão ou a brócolos e vais descobrir que estás numa terra de gente que gosta de chá de menta. Isto incluí a vizinha da frente que te vai fazer perceber que estás mesmo numa terra pequenina e em frente à central de mexericos.
Vais beber mais cappucinos do que alguma vez bebeste em toda a tua vida e vais fazer amigas espanholas (vê lá se aprendes um bocado da língua, já agora). Vais manter algumas depois de vires embora, outras não. Vais explorar Dublin sozinha, vais sair para ir aos pubs, vais descobrir o quanto gostas de uma boa cidra e vais apaixonar-te por esse país bonito. Vais reencontrar-te entre as paredes dos museus e o verde dos jardins. Vais reclamar do preço dos cappucinos e aproveitar o facto de haver tantos Starbucks. Vais tirar mais fotografias e ler menos do que alguma vez leste na vida porque vais estar demasiado ocupada a viver. Mas quando leres vão ser coisas que valem a pena (passa pelo escritório do Ciaran, há lá coisas interessantes). Vais fazer novos amigos e vais descobrir quem são os amigos de cá que se fazem presentes à distância. Vais explorar a Primark (que se chama Penney's) e as livrarias com livros em segunda mão. Vais rir muito. Vais descobrir o centro de Dublin e vais encontrar a independência que te fazia falta. Vais viajar, vais passear, vais falar com gente diferente.
Aproveita os próximos seis meses. Eu sei que estás com medo de falhar, de lhes dar razão e voltar para casa no final da primeira semana ou do primeiro mês, estás com medo de não te adaptar e de não conseguir. Spoiler alert vais conseguir, don't worry.
Mas se eu mudasse alguma coisa tinha vivido mais. Não deixes o nervosismo tomar conta de ti, leva o teu tempo para te ambientar mas agarra as oportunidades de sair e conhecer pessoas. Tu não sabes agora, mas é aí que vais começar a voltar a ser tu. Não te preocupes, a Irlanda é um país fácil de amar e, garanto-te eu, impossível de esquecer.

Beijinhos da Mia de 2017.

Não costumo fazer posts tão pessoais por aqui mas esta foi um experiência incrível que acabei por nunca conseguir partilhar aqui no blog e esta pareceu-me uma boa maneira de vos mostrar como foi para mim enfrentar essa mudança. Ficam aqui algumas fotografias da experiência:




Se quiserem perguntar alguma coisa sobre a minha vida na Irlanda ou o meu trabalho lá como au pair sintam-se à vontade para o fazer nos comentários.

See you next time,


Mia

Vencedora do Giveaway de Natal

Olá princesas,

Feliz 2017! Espero que se tenham divertido e entrado neste novo ano com o pé certo e muita vontade de cumprir objectivos e fazer coisas novas.
Desculpem ter deixado o blog um pouco mais abandonado mas andei numa correria entre as coisas normais da época festiva e o trabalho e acabei por não postar tanto em Dezembro como queria. Essa é uma das coisas que quero mudar em 2017.

Mas agora vamos ao mais importante. O Giveaway de Natal já acabou e a vencedora foi....
Mii Silva do blog A melhor amiga do Totoro! Parabéns!






Eu já entrei em contacto com a Mii por email para saber para onde lhe posso enviar o prémio.

Obrigada a todas as meninas que participaram no giveaway. Foi o primeiro giveaway do blog e fiquei bastante contente com a vossa adesão. Deixou-me com vontade e com ideias para voltar a fazer um daqui a uns meses. O que acham da ideia?

See you next time,


Mia